quarta-feira, maio 22, 2024

UE propõe novas leis para lidar com a falta de medicamentos nas farmácias

UE propõe novas leis para lidar com a falta de medicamentos nas farmácias

A União Europeia (UE) está planejando propor nova legislação farmacêutica em duas semanas para lidar com a escassez de medicamentos e garantir a segurança do abastecimento. A comissária europeia para saúde e segurança alimentar, Stella Kyriakides, afirmou que a escassez de medicamentos foi discutida durante uma reunião com ministros da saúde em Bruxelas nesta terça-feira(14).

A nova proposta de legislação farmacêutica visa abordar a questão de longo prazo relacionada ao acesso a medicamentos e segurança do abastecimento. Kyriakides acrescentou que essa legislação deve equilibrar os benefícios para os pacientes e a indústria.

A comissária europeia afirmou ainda que os medicamentos devem estar disponíveis, acessíveis e baratos para todos os cidadãos da UE, independentemente de onde vivam. Ela destacou a importância de apoiar a indústria farmacêutica europeia para que possa inovar e produzir medicamentos na UE e permanecer competitiva globalmente.

Enquanto isso, a Irlanda enfrenta uma escassez de medicamentos com 246 itens fora de estoque, incluindo sete tipos de antibióticos amoxicilina e 35 soluções diferentes para injeção para tratar uma ampla gama de doenças, de acordo com a Autoridade Reguladora de Produtos de Saúde. Além disso, Kyriakides alertou que a pandemia da COVID-19 ainda está presente e afetou 17 milhões de pessoas na UE nos últimos dois anos, tendo um impacto na qualidade de vida das pessoas afetadas e na economia.

A UE planeja criar uma rede de centros especializados para lidar com a longa COVID na Europa e investir 110 milhões de euros em pesquisas sobre as causas e tratamentos dessa condição. Ainda não se sabe quantas pessoas na Irlanda sofrem da COVID-19 há muito tempo, mas uma pesquisa foi lançada pelo HSE nesta semana para avaliar esse número.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.