quinta-feira, abril 18, 2024

Requerentes de asilo são realocados após condições precárias em Dublin

Requerentes de asilo são realocados após condições precárias em Dublin

Os requerentes de asilo que estavam na “cidade de tendas” de Dublin foram realocados. Centenas de pessoas viviam num acampamento improvisado em Mount Street, perto do Gabinete de Proteção Internacional. Houve preocupações sobre as condições do local e o bem-estar daqueles que estavam lá.

Acomodações alternativas em tendas com alimentação, chuveiros e instalações sanitárias foram supostamente oferecidas em um local em Crooksling, no sudoeste do condado.

Um membro do partido político  Labour Party, Aodhán Ó Ríordáin, postou nas redes sociais esta manhã, dizendo que todos os homens foram retirados de ônibus de Mount Street. Ele expressou surpresa com a ação política que levou a essa mudança e destacou que isso nunca deveria ter acontecido.

Abrigo alternativo

Um porta-voz do Departamento de Integração disse a um jornal local que ofereceu abrigo alternativo a todos os requerentes de Proteção Internacional acampados em Mount Street. Todos que aceitarem a oferta receberão alojamento em tendas em Crooksling, onde também haverá comida, produtos de higiene pessoal, instalações sanitárias e chuveiros. O Departamento irá colaborar com o HSE(departamento responsável pelo sistema de saúde na Irlanda) e prestadores de cuidados de saúde para garantir o bem-estar das pessoas no local.

O Primeiro Ministro da Irlanda, Leo Varadkar, em visita aos Estados Unidos, disse estar ciente da situação em Mount Street, onde muitos requerentes de asilo montaram barracas. Ele enfatizou que o governo estava fazendo o possível para encontrar alojamento, priorizando mulheres, famílias e homens com vulnerabilidades específicas.

Houve um aumento significativo no número de pedidos de asilo na Irlanda em comparação com anos anteriores. A membra do partido social democrata, Jennifer Whitmore, destacou o fracasso do governo na política de imigração, chamando a atenção para o número de requerentes de asilo que foram forçados a viver em condições precárias nas ruas de Dublin. Ela enfatizou que essa situação não apenas representa uma crise humanitária, mas também um risco grave para a saúde pública.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.