sábado, setembro 24, 2022

Irlanda: Vacina contra a varíola do macaco será oferecida nas próximas semanas

Irlanda: Vacina contra a varíola do macaco será oferecida nas próximas semanas

O HSE anunciou na quarta-feira, 17 de agosto, que algumas pessoas com alto risco de contrair a varíola do macaco, receberão uma vacina contra a doença nas próximas semanas.

O HSE disse que está ampliando o processo de vacinação e está implementando o mais recente conselho do Comitê Consultivo Nacional de Imunização (NIAC), que pretende vacinar pessoas em risco antes que sejam expostas ao vírus.

O Centro de Vigilância de Proteção à Saúde da Irlanda (HPSC) disse em 17 de agosto que havia sido notificado de 113 casos confirmados da doença.

O serviço de saúde da Irlanda informou na quarta-feira que buscou aconselhamento e orientação de especialistas clínicos para desenvolver um plano para a oferta inicial do suprimento limitado de vacinas atualmente disponíveis.

Cerca de 6.000 pessoas na Irlanda podem estar em maior risco de contrair a doença. Os suprimentos atuais permitirão que cerca de 10% desses indivíduos sejam imunizados na primeira fase do lançamento do programa de vacinação contra a varíola do macaco.

Grupo prioritário 

O HSE desenvolveu um processo de priorização de pessoas para a vacinação.

Neste momento, os suprimentos de vacina na Irlanda e na União Europeia são baixos e limitados. A Irlanda, juntamente com outros países da UE, está explorando ativamente opções para aumentar sua oferta de vacinas a médio e longo prazo.

Com base nas indicações atuais em relação aos suprimentos globais, a segunda fase do lançamento de vacinas na Irlanda provavelmente começará no final deste ano e no próximo ano.

Até o momento, o HSE vem oferecendo a vacina para aqueles que são contatos próximos após avaliação pela saúde pública, e essas pessoas foram contactadas e convidadas para a vacinação.

Dado o atual suprimento limitado de vacinas e após discussões clínicas detalhadas, o HSE priorizará a vacina para gbMSM [gays, bissexuais ou outros homens que fazem sexo com homens] e transgêneros que tenham sido notificados ao sistema de monitoramento de doenças infecciosas do HSE, conhecido como CIDR.

Como parte do processo de priorização de SMS(Apoio à autogestão para condições de saúde de longo prazo) foi realizada uma análise detalhada e objetiva que identificou esse grupo como sendo prioritário para receber o imunizante contra a doença.

O HSE revisou os dados do Reino Unido sobre casos de varíola dos macacos e incluiu o aprendizado de programas recentemente estabelecidos em outros países.

Este grupo está sendo priorizado porque a natureza da propagação da sífilis é semelhante à da varíola dos macacos, e a sífilis também afeta desproporcionalmente o gbMSM quando comparado a outras DSTS.

Além disso, a maioria desses pacientes é diagnosticada através de clínicas de saúde sexual, o que significa que as pessoas podem ser identificadas e convidadas para a vacinação mais rapidamente. As pessoas deste grupo serão, portanto, priorizadas na primeira fase do processo de vacinação contra a varíola do macaco.

O HSE está trabalhando em estreita colaboração com a equipe de doenças infecciosas e Medicina Genitourinária e outras equipes em clínicas de DSTS em todo o país para implementar rapidamente um processo, que permitirá a identificação e encaminhamento dessas pessoas para a vacinação.

Nesta primeira fase do programa de vacinação pré-exposição, as equipes de DSTS vão oferecer a cerca de 600 pessoas, duas doses da vacina – com intervalo de 28 dias conforme diretrizes do NIAC.

Os grupos de risco serão contactados nos próximos dias e espera-se que essas pessoas identificadas recebam a vacina nas próximas semanas. A confidencialidade desses indivíduos será protegida.

Separadamente, o HSE garantirá que mantém um suprimento de vacina que estará disponível para

os contatos intermediários e de alto risco de um caso confirmado.

Uma lista de serviços públicos de DST está disponível no site de Bem-Estar Sexual do HSE. Mais informações sobre a infecção por varíola dos macacos podem ser encontradas no site do HPSC.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.